Notícias

Viagens

Veja quais são os melhores restaurantes de Rio e SP, segundo o Guia Michelin

Seis estabelecimentos foram premiados com duas estrelas e 82 foram mencionados na edição brasileira do guia, que só contempla as duas cidades. País não tem restaurantes com três estrelas. Seis restaurantes no Rio de Janeiro e em São Paulo foram premiados com duas estrelas no Guia Michelin
Raoni Alves/g1
O Guia Michelin anunciou os melhores restaurantes em sua versão para as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, em uma cerimônia realizada nesta segunda-feira (20) no Hotel Copacabana Palace, na capital fluminense.
Três restaurantes que foram premiados com duas estrelas na última edição, em 2020, continuaram nesta lista. Outros três foram incluídos este ano nesta categoria do guia. Veja a lista:
⭐⭐ D.O.M. (São Paulo)
⭐⭐ Evvai (São Paulo) (incluído em 2024)
⭐⭐ Lasai (Rio de Janeiro) (incluído em 2024)
⭐⭐ Oro (Rio de Janeiro)
⭐⭐ Oteque (Rio de Janeiro)
⭐⭐ Tuju (São Paulo) (incluído em 2024)
Outros 15 restaurantes ganharam uma estrela, sendo 8 que já estavam na lista.
Ao todo, 82 restaurantes foram mencionados na nova edição do guia, incluindo os que não receberam estrela). Do total, 44 que já estavam na edição anterior, e 38 foram incluídos na lista em 2024.
A premiação também incluiu 37 restaurantes na categoria Bib Gourmand, que destaca “restaurantes de boa qualidade e bom preço”. A lista inclui 25 estabelecimentos que já estavam na lista e 12 que foram premiados nesta edição.
Esta é a primeira atualização da lista brasileira do Guia Michelin desde 2020 por conta de uma interrupção em meio à pandemia de coronavírus.
O que é o Guia Michelin?
O guia foi criado em 1900 pela empresa francesa de pneus Michelin como uma forma de incentivar as pessoas a pegarem a estrada.
Ele também foi planejado para ajudar motoristas com informações úteis para viagens, como locais para trocar pneus, abastecer o carro, se hospedar e, claro, onde comer.
As estrelas do Guia Michelin foram adotadas em 1926, inicialmente para destacar estabelecimentos com apenas uma estrela. A partir de 1931, ele ganhou o critério de zero a três estrelas, que segue a lógica abaixo.
⭐ Uma cozinha de grande nível: vale a pena parar
⭐⭐ Uma cozinha excepcional: vale um desvio
⭐⭐⭐ Uma cozinha única: justifica a viagem
No início, as recomendações eram restritas para os menos de 3 mil motoristas em Paris, na França. Hoje, o guia avalia 30 mil estabelecimentos em mais de 30 países e, desde sua criação, vendeu 30 milhões de exemplares.

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj