Notícias

Tecnologia

‘Surpreendente’ e ‘estranho’: o que dizem as avaliações sobre os óculos Vision Pro, da Apple

Dispositivo de realidade virtual começou a ser vendido nos EUA por cerca de R$ 17 mil e recebeu primeiras análises de sites especializados. Segundo eles, o produto é ótimo para assistir filmes, mas navegação e chamadas de vídeo não funcionam tão bem. Conheça o Vision Pro, o óculos de realidade mista da Apple
Os óculos de realidade virtual Vision Pro começaram a ser entregues na última sexta-feira (2) para os clientes nos Estados Unidos. E veículos especializados que tiveram acesso ao produto divulgaram suas avaliações.
A análise do site The Verge classificou o Vision Pro como um produto “surpreendente”, enquanto a da CNBC afirmou que ele “é o produto mais interessante da Apple em anos”. Ambos destacaram a qualidade da tela e dos alto-falantes do aparelho.
Por outro lado, as avaliações concluíram que a navegação por gestos e as chamadas de vídeo feitas no Vision Pro nem sempre funcionam tão bem. Também houve críticas ao recurso que simula transparência no visor para outras pessoas verem os olhos de quem está usando o Vision Pro.
O Vision Pro está sendo vendido nos EUA pelo preço salgado de US$ 3.499 (cerca de R$ 17 mil, em conversão direta) e ainda não há previsão de quando ele será lançado no Brasil. Veja abaixo os principais destaques das análises sobre o produto.
🎥 Chamadas de vídeo
Os óculos da Apple usam um sistema de 12 câmeras embutidas para criar personagens virtuais que refletem movimentos dos usuários. São as chamadas Personas, representações que são usadas em chamadas de vídeo, ainda em versão beta.
Quem está do outro lado da conversa, não vê o usuário do Vision Pro, e sim um personagem virtual gerado pelos óculos. A experiência foi considerada “estranha” pelo Washington Post. “A minha [Persona] parecia uma versão muito mais velha de mim”, disse, por sua vez, o repórter da CNBC.
Vídeos de pessoas usando o Apple Vision Pro fora de casa viralizam nas redes sociais
Personas são representações virtuais dos usuários criadas com o Apple Vision Pro
Divulgação/Apple
👀 Efeito de transparência
Com ajuda do EyeSight, O Vision Pro permite que pessoas ao seu redor vejam o que seriam seus olhos mesmo quando você está usando os óculos. Como o visor não é transparente, o recurso captura imagens dos seus olhos com as câmeras e as exibe na tela externa do aparelho.
Mas o efeito não funciona da melhor forma: “Quando as pessoas veem seus olhos, é uma imagem fantasmagórica e de baixa resolução que parece computação gráfica. O efeito é estranho – a ideia de que você fará contato visual real com alguém é uma fantasia”, disse a análise do The Verge.
EyeSight, recurso do Apple Vision Pro, permite escolher se outras pessoas verão olhos de quem está usando os óculos
Divulgação/Apple
📱 Aplicativos
Outro ponto que gerou reclamações foi a baixa oferta de aplicativos. Ainda que a Apple afirme que o dispositivo é compatível com mais de 1 milhão de apps de iOS e iPadOS, a maioria deles não tem versões próprias para o visionOS, sistema da empresa para os óculos de realidade virtual.
Alguns serviços de streaming só podem ser utilizados no Vision Pro pelo navegador, que oferece uma experiência limitada. Mas, para plataformas compatíveis com o visionOS, os analistas disseram que o produto é ótimo. Filmes em 3D exibidos nos óculos da Apple são de “cair o queixo”, afirmou o site Tom’s Guide.
🎧 Áudio e vídeo
A experiência multimídia do Vision Pro foi elogiada, especialmente por conta da nitidez das telas 4K, chamada de “incrível” pelo CNET, e da sensação de sons em 360° criada pelo áudio espacial. O dispositivo tem telas super nítidas e coloridas e alto-falantes ótimos, segundo a CNBC.
Os alto-falantes do Vision Pro “fazem um trabalho convincente de áudio espacial”, segundo a análise do The Verge. “As coisas realmente parecem estar acontecendo onde aparentam estar acontecendo, o que é um truque legal”, afirmou o site.
O repórter do Washington Post, por sua vez, afirmou que o Vision Pro tem as telas mais nítidas que ele já viu, mas alertou que, ao usar o dispositivo, “você ainda verá alguns espaços pretos em sua visão periférica”.
Apple Vision Pro
Reprodução / Apple
⚙️ Desempenho
Equipado com os chips M2, que roda o sistema, e R1, que analisa o que é capturado pelas câmeras, o Vision Pro é bastante rápido, segundo as avaliações. Para otimizar o processamento, o aparelho só deixa nítida a área para qual o usuário está virado, desfocando o que está ao redor.
Mas, depois de algum tempo de uso, os óculos podem esquentar bastante e desligar se a temperatura ficar muito alta. A dificuldade de usar o teclado virtual do Vision Pro e o peso do aparelho (mais de 600 gramas) também foram alertas dos sites especializados.
Em resumo, quem já testou o Vision Pro o aponta como o aparelho mais ambicioso já lançado pela Apple sob o comando de Tim Cook, presidente-executivo da empresa desde 2011. Mas ainda há dúvidas se a aposta dará certo.
“Esse é o melhor [sistema] de navegação por gestos e olhos de todos os tempos”, disse o The Verge. Mas o site acredita que, ainda assim, “o mouse, o teclado e a tela touch continuarão imbatíveis nos próximos anos”.
LEIA TAMBÉM:
Facebook, 20 anos: 4 formas como rede social mudou o mundo
O pedido de desculpas de Mark Zuckerberg a famílias de crianças prejudicadas por redes sociais
Xiaomi lança Redmi Note 13 com câmera de até 200 MP; veja preços no Brasil
Vídeos de pessoas usando o Apple Vision Pro viralizam

​ 

botão de play

No Ar

NIGHT SONGS
Produção Eduardo Dj