Notícias

Região dos Lagos

Segunda audiência do caso Wânia Lúcia Firmino da Silva é realizada em São Pedro da Aldeia

O acusado escolheu manter o silêncio constitucional. As testemunhas foram dispensadas. 2ª audiência do caso Wânia Lúcia Firmino ocorre nesta terça
A segunda audiência de instrução e julgamento do caso de Wânia Lúcia Firmino da Silva, morta após ser baleada dentro de casa em junho de 2023, foi realizada na manhã desta terça-feira (7) no fórum de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio.
Família e amigos de Wânia acompanharam a audiência do lado de fora do Fórum de São Pedro da Aldeia
Mariana Couto
O suboficial da reserva da Marinha, Alexander Neves da Invenção, acusado do crime, escolheu manter o silêncio constitucional. O acusado está preso preventivamente desde junho de 2023.
Essa audiência ocorreu porque houve um aditamento por parte do Ministério Público do Rio de Janeiro para que fosse acrescentada uma tipificação, uma qualificadora no crime cometido, que foi de feminicídio. E o que foi acrescentado foi o motivo fútil. O feminicídio ocorreu na frente do filho dela.
A defesa de Alexander apresentou testemunhas. No momento da audiência, a advogada de defesa dispensou as testemunhas.
Família e amigos da vítima acompanharam do lado de fora e utilizaram camisas com uma foto de Wânia estampada e uma faixa com uma mensagem de justiça.
“Pra mim representa a dor diante de um crime de feminicídio de uma amiga, uma irmã. E é importante destacar que o tiro que atingiu a Wânia, me atingiu e atingiu a muitas mulheres. O que a gente deseja é justiça, no mínimo. Porque foi tirada a vida de uma amiga, de uma mãe, de uma filha querida, uma pessoa que faz falta hoje”, declara a amiga Ana Paula da Silva, professora.
A primeira audiência do caso aconteceu no dia 9 de outubro de 2023. O filho da vítima, foi ouvido pela Equipe Técnica (Etic) do judiciário, através do Núcleo Institucional de Promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente (Nudeca), no fórum de Cabo Frio.
A vítima levou dois tiros na frente do filho de 12 anos e foi assassinada pelo próprio marido, Alexander Neves, em São Pedro da Aldeia, no dia 24 de junho de 2023, segundo a acusação. Ela ficou internada por 15 dias no Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama, mas teve morte cerebral declarada no dia 8 de julho de 2023.
Wânia era professora concursada em Rio das Ostras e estava prestes a concluir a faculdade de nutrição.

botão de play

No Ar

MELODY
Produção Eduardo Dj