Notícias

Região dos Lagos

Rebanho de Macaé pronto para a exportação

Estado do Rio de Janeiro conquista selo de zona livre de vacinação contra a febre aftosa.
João Barreto
O rebanho de gado confinado de Macaé já está pronto para a exportação a partir do selo de Zona Livre de Vacinação contra a Febre Aftosa, conquistado a partir do fim da campanha de imunização encerrada de forma oficial pelo governo do Estado no final de abril.
Produtores rurais de Macaé celebram o reconhecimento pelos padrões de qualidade no manejo do gado
João Barreto
A conquista do selo, que rompe o embargo à carne produzida no território do Estado do Rio de Janeiro, foi celebrada pela Prefeitura de Macaé junto à Secretaria Estadual de Agricultura. Pequenos e grandes produtores rurais responsáveis por criar cerca de 90 mil cabeças de gado confinado em fazendas situadas em Macaé também celebram a conquista.
A obtenção deste selo é emblemática, simbolizando a união de esforços entre a prefeitura, o governo estadual e os produtores rurais de Macaé. Este reconhecimento atesta a manutenção dos mais altos padrões de qualidade no manejo do gado, em estrita conformidade com as diretrizes sanitárias vigentes.
A partir deste selo, a carne produzida neste município terá livre acesso aos mercados internacionais, sem quaisquer restrições ou embargos.
Das cerca de três milhões de cabeças de gado criadas atualmente no Rio de Janeiro, Macaé e Campos dos Goytacazes mantêm juntas as maiores áreas de criação e confinamento do Estado, seja através da cultura do pasto (solto), ou por confinamento (ração).
Para o governo do Estado, Macaé e os demais municípios do Norte Fluminense são estratégicos para a expansão da agricultura e da pecuária no Rio de Janeiro.
Carne produzida em Macaé agora tem livre acesso aos mercados internacionais após obtenção do selo de zona livre de vacinação contra a febre aftosa.
João Barreto

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj