Notícias

Região dos Lagos

Policial militar é condenado e outros quatro são absolvidos em caso de estupro durante abordagem policial em Saquarema

Crime contra jovem de 18 anos ocorreu em abril de 2023 durante uma abordagem de agentes do Programa Estadual de Integração na Sergurança (Proeis) no distrito de Bacaxá. Caso de suspeito de estupro em abordagem policial, em Saquarema, é julgado
A Justiça do Rio de Janeiro concluiu o julgamento de cinco policiais militares denunciados por tortura e estupro de uma jovem de 18 anos, na cidade de Saquarema, na Região dos Lagos do Rio. O crime ocorreu em abril do ano passado, durante uma abordagem dos agentes do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis).
Na decisão, o Cabo Gerson Jucá Quirino Rolim de Paula foi condenado por estupro, com uma sentença de prisão em regime fechado pelo período de seis anos, dez meses e quinze dias. Também foi decretada a perda da função pública dele. O ex-policial foi absolvido na prática do crime de tortura.
Já o sargento Diogo Vianna Lourenço; os cabos Alexsander Moreira de Simas e Sanclair Marinho Antunes Corecha; e o tenente Thiago dos Anjos, foram absolvidos dos crimes de estupro e tortura.
Os agentes estão afastados da função como policiais desde o início das investigações.
A Corregedoria da Polícia Militar também abriu procedimento interno para apurar o caso.
Em nota atualizada, a corporação informou que os procedimentos relativos aos referidos policiais seguem em curso na Corregedoria da Corporação e as decisões judiciais também norteiam os trâmites apuratórios nesse sentido.
Na época, o advogado da vítima informou que ela e uma amiga foram abordadas em um bar, depois de alguns rapazes fugirem do local deixando drogas para trás.
As jovens teriam sido questionadas pelos policiais sobre quem eram os rapazes e foram levadas até a viatura para prestar esclarecimentos.
O advogado conta que, a princípio, os policiais foram até o DP de Saquarema, mas não desceram da viatura, partindo em seguida para a Reserva de Vilatur, uma área mais isolada e deserta, onde passaram a ser acompanhados por outra viatura.
As jovens alegam que, no local, foram questionadas e pressionadas a informar quem eram os rapazes que fugiram do bar. Em um certo momento, ainda de acordo com o advogado, um dos policiais se afastou, levando a jovem de 18 anos para longe dos demais policiais e da amiga, e com uma faca teria forçado a jovem a manter relações sexuais com ele por cerca de 20 minutos.
As jovens contaram que passaram cerca de três horas sob poder dos policiais e que depois disso foram liberadas próximo ao local onde foram abordadas. 
O tenente Thiago dos Anjos não estava na viatura com os demais policiais, porém deveria fazer a supervisão do Proeis na noite do caso, mas não estava na sede.
O agente, que também era comandante da companhia da Polícia Militar em Saquarema, foi afastado do cargo e realocado na parte administrativa do 25° BPM.
O g1 tenta o contato da defesa de Gerson Jucá Quirino de Paula, mas até o momento não teve retorno.

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj