Notícias

Região dos Lagos

Com a chegada do verão, saiba como vai ficar o tempo nas regiões Serrana, dos Lagos e Norte do Rio

Nova estação Verão chegou com previsão de chuva e temperaturas acima da média para o estado do Rio . Cidades do Rio, como Petrópolis, Cabo Frio e Campos dos Goytacazes, vão enfrentar altas temperaturas
Carlos Miranda (foto 1), João Vitor Brum (foto 2) e Yuri Ramos (foto 3)
A chegada do verão nesta sexta-feira (22) deve trazer temperaturas altas e chuva para as três regiões de cobertura da Inter TV RJ.
Já no primeiro fim de semana devem ser registradas pancadas de chuva. Em Cabo Frio deve chover até 15mm, enquanto na serra pode chegar a 30mm e no Norte e Noroeste do Estado, 20 mm.
Segundo a meteorologia, este verão deve ser mais quente do que dos últimos dois anos. O ano de 2023 foi marcado por extremos e a explicação é a junção entre o El Niño, com as águas dos oceanos mais quentes, que este ano veio de forma intensa e atinge seu pico no verão.
Segundo o Climatempo, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, o mês de dezembro tem previsão de um acumulado de chuva de 147mm de chuva.
No Norte, a previsão é ainda maior. Em Campos dos Goytacazes o acumulado de chuva pode chegar a 200mm. Já a Região Serrana deve registrar o maior acumulado para o mês. Em Petrópolis a previsão para dezembro é 303 mm.
Petrópolis terá plano para o verão 2024
A cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, terá um Plano de Contingência para chuvas intensas. São 52 órgãos envolvidos no planejamento de resposta e de atendimento para casos de movimentos de massa, inundações, rolamentos de blocos rochosos, alagamentos, enchentes, ventos intensos e tempestades, fenômenos estes recorrentes durante o verão.
O Plano de Contingência para chuvas intensas para o verão 23/24 define o que cada órgão e cada instituição deve fazer no caso de acionamento para resposta às chuvas na cidade, objetivando a eficácia de resposta à população e o retorno da situação de normalidade em caso de desastre.
“A atuação em conjunto das agências e órgãos envolvidos no Plano de Contingência é importante para o município como um todo. Atualmente Petrópolis conta com 66 pontos de apoio, 31 Núcleos de Defesa Civil Comunitários que atuam em parceria com a Defesa Civil, quando acionados, em cerca de 100 comunidades e um conjunto de 20 sirenes que compõem o Sistema de Alerta e Alarme para aviso de chuvas fortes”, disse o Secretário de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Gil Kempers.
A Defesa Civil reforça a orientação para a população ficar atenta aos informes, e que em caso de chuva forte com potencial risco à população, situação em que é acionado o primeiro toque das sirenes, os moradores da área de risco devem buscar imediatamente o ponto de apoio mais próximo:
“Orientamos sempre que em caso de chuva forte, a população não entre em pânico. Por isso a importância de estar alinhado às orientações da Defesa Civil, conhecer o Plano de Resiliência Individual, ter sua mochila de emergência com os pertences de primeira necessidade separados para o caso de mobilização rápida até o ponto de apoio”, disse a Diretora de Capacitação e Treinamento, tenente Camila Nunes.
O Plano de Contingência para o verão 2023/2024 e sua matriz de responsabilidade está disponível para a população no site da Prefeitura de Petrópolis.

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj