Notícias

Região dos Lagos

Água contaminada leva Cedae a parar operação em sistema que abastece Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Paquetá

Produto químico tolueno foi encontrado na água captada para tratamento, e Inea tenta descobrir origem do poluente. Orientação é que a população economize água. Cedae interrompe captação de água porque manancial está contaminado com produto químico
A Cedae paralisou nesta quarta-feira (3) a operação no sistema Imunana-Laranjal, que abastece de água tratada as cidades de São Gonçalo, Niterói e Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio; parte de Maricá, na Região dos Lagos; e a Ilha de Paquetá, na capital.
A paralisação foi às 5h59, “em razão de alteração da qualidade da água bruta (ainda não tratada) no manancial de captação”, segundo informou uma nota conjunta da Cedae e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).
Uma equipe de emergência do Inea foi ao local para tentar identificar a origem do poluente encontrado, um produto químico conhecido como tolueno.
“A Cedae e o Inea tranquilizam a população de que não há risco de a substância chegar às residências, porque a captação só será retomada quando a água estiver totalmente adequada para consumo humano”.
Orientação para economizar água
Estação de tratamento da Cedae
Reprodução/Cedae/Arquivo
Não há prazo para que o sistema volte ao normal. Por isso, a “orientação é para que a população faça uso consciente da água, adiando tarefas não essenciais que exijam grande consumo”, diz a nota.

botão de play

No Ar

MELODY
Produção Eduardo Dj