Notícias

Pop & Arte

Zeca Pagodinho lança álbum ao vivo com ‘Sufoco’ de Alcione em repertório que condensa 40 anos em 30 faixas

♪ Das 32 músicas apresentadas ao longo das 30 faixas do álbum Zeca Pagodinho – 40 anos ao vivo, somente duas são dissociadas do canto do artista carioca.
Uma é o instrumental tema de abertura em que a cuíca ronca no toque do percussionista da banda arregimentada sob direção musical de Paulo Sete Cordas e Pretinho da Serrinha, produtores do disco gravado ao vivo no show feito por Zeca em 4 de fevereiro no Estádio Nilton Santos, popularmente chamado de Engenhão por estar situado no Engenho de Dentro, bairro do subúrbio carioca.
A outra música é Sufoco (Chico da Silva e Antonio José, 1978), um dos maiores sucesso da fase inicial da discografia de Alcione. Quem canta Sufoco no disco é a própria Alcione, a pedido de Zeca, que adora a música.
A rigor, Alcione subira no palco do Engenhão para cantar Mutirão de amor (Jorge Aragão, Zeca Pagodinho e Sombrinha, 1983), mas, assim que reviveu esse samba lançado pela própria Alcione no álbum Almas & corações (1983), a cantora aceitou o pedido de Zeca e deu voz a Sufoco, sendo acompanhada em coro pelo público que encheu o estádio. “Não conheço ninguém mais humano do que o Zeca”, ressaltou Alcione em fala inserida no meio do canto de Sufoco.
Além de Alcione, Zeca reuniu nomes como Diogo Nogueira, Djonga, Iza, Jorge Aragão, Marcelo D2, Seu Jorge e Xande de Pilares neste registro audiovisual do show comemorativo das quatro décadas de trajetória profissional do cantor e compositor.
Com Diogo Nogueira, Zeca puxou Não sou mais disso (Zeca Pagodinho e Jorge Aragão, 1996). Com o rapper Djonga, o anfitrião saudou Ogum (Claudemir e Marquinho PQD, 2008). Iza caiu no samba Cadê meu amor? (Nelson Rufino e Taís Rufino, 2005). Jorge Aragão foi o convidado de Minta meu sonho (1989), samba do próprio Aragão.
Com D2, Zeca professou Minha fé (Murilão, 1998). Com Seu Jorge, o cantor reviveu Saudade louca (Arlindo Cruz, Acyr Marques e Franco, 1989). Já Xande de Pilares soltou a voz no partido alto Brincadeira tem hora (Beto Sem Braço e Zeca Pagodinho, 1986).
O álbum Zeca Pagodinho – 40 anos ao vivo entrou em rotação na sexta-feira, 21 de junho.
Capa do álbum ‘Zeca Pagodinho – 40 anos ao vivo’
Divulgação

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj