Notícias

Pop & Arte

Thaíde celebra os 470 anos de São Paulo com ‘Terra da garoa’, retrato das ‘complexidades e encantos’ da cidade

Single é amostra de ‘Corpo fechado’, próximo álbum do artista, um dos pioneiros do rap nos anos 1980. ♪ Nascido em 5 de novembro de 1967 e criado na Vila Missionária, região periférica da zona sul da cidade de São Paulo (SP), Altair Gonçalves foi um dos primeiros rappers a turbinar a trilha sonora da metrópole com a cultura de rua do hip hop.
Foi quando, ao longo dos anos 1980, Altair virou Thaíde, b-boy de grupos de dança Black Panthers e Dragon Breakers. De b-boy, Thaíde se tornou MC e, em dupla com DJ Hum, fez história na cidade natal compondo e cantando rap.
É com essa moral e autoridade que Thaíde lança hoje, 25 de janeiro, dia do 470º aniversário de São Paulo (SP), Terra da garoa, single em tributo à cidade que o abriga há 56 anos.
Amostra de Corpo fechado, álbum que Thaíde pretende lançar neste ano de 2024, o single Terra da garoa sai via ONErpm e junta o rapper com Deborah Crespo e Matheus MxM no registro dessa composição da lavra solitária de Thaíde. Matheus também é creditado como produtor musical da gravação ao de Kiko de Souza e do próprio Thaíde.
“Terra da garoa é retrato fiel da dualidade da metrópole, com as complexidades e encantos da cidade”, conceitua Thaíde.
Capa do single ‘Terra da garoa’, de Thaíde
Divulgação
♪ Eis a letra de Terra da garoa (Thaíde):
“Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
Não seja displicente
faz seu corre honestamente
Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
É difícil, mas tente
faz seu corre honestamente
Hoje acordei injuriado
Essa metrópole me deixa carregado
Me disseram bom dia, já dei logo um esporro
Tava mordido, nem brinquei com meu cachorro.
Olhei pela varanda, prédio em construção
Bem em frente à janela, mó decepção.
A cidade cinzenta, quase não se aguenta, seus defeitos não estão só na poluição.
E seu tamanho traz grandes consequências, uma delas é a tal da violência que se apresenta de todas as formas
Tem gente que se conforma
Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
Não seja displicente
faz seu corre honestamente
Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
É difícil, mas tente
faz seu corre honestamente
Quem quer o topo, não pode temer a queda
Essa é a lei, essa é a selva de pedra.
Quem tá no front, não pode temer a guerra
Essa é a lei, essa é a selva de pedra
Viadutos que servem de moradia
Polícia, na malícia, sempre milícia
Sem falar dos problemas da periferia
Não isso que a gente queria
Por outro lado, tem suas positividades
É a terra das grandes oportunidades
Tradição, Arte, cultura, rádio e televisão
Onde quer que eu vá, te levo no coração
De norte a sul
De ponta a ponta
SP é a cidade
onde o Brasil se encontra
Do Rep ao repente
Do funk ao samba
Dos falsos moralistas
De muita gente bamba
Sempre de braços abertos pra quem pra cá vem, mas São Paulo não espera ninguém
Quem quer o topo, não pode temer a queda
Essa é a lei, essa é a selva de pedra
Quem tá no front, não pode temer a guerra
Essa é a lei, essa é a selva de pedra
Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
Não seja displicente
Faz seu corre honestamente
Não fique a toa
Na terra da garoa
Corre e faz a boa
É difícil, mas tente, faz seu corre honestamente
Essa é a lei, essa é a selva de pedra
Essa é a lei, essa é a selva de pedra”

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj