Notícias

Pop & Arte

‘Sertanejo bruto’, música de novela e separação após depressão: relembre a trajetória de João Carreiro

Cantor morreu na noite desta quarta-feira (3), depois de passar por uma cirurgia no coração. Ele tinha 41 anos. João Carreiro pausou a carreira para falar de saúde mental
Reprodução/Instagram
João Carreiro, precursor do “sertanejo bruto”, morreu nesta quarta-feira (3), aos 41 anos, em Campo Grande. O cantor tinha passado por uma cirurgia para colocar uma válvula no coração, mas não resistiu.
Durante sua carreira, o artista resgatou o sertanejo mais tradicional, com músicas autoriais, ao lado da dupla Capataz, e falou sobre depressão e problemas de saúde mental que enfrentou.
Carreiro começou sua trajetória musical cantando em bares e festas universitárias na sua cidade natal, Cuiabá, MT. Despontou mais tarde ao formar dupla com Hilton Cesar Serafim, o Capataz, com quem lançou o primeiro trabalho, “Os brutos do sertanejo”, em 2009.
O álbum tem músicas como “Faculdade da Pinga”, “Descartável”, “Eu só Sei te Amar” e ; “Ói Nóis Traveis”, de sua autoria. Com o trabalho, eles foram responsáveis por apresentar o estilo “sertanejo bruto”, com músicas calcadas no romantismo moderno, marcadas pela voz grave dos cantores e por vezes com o som da viola caipira.
O sucesso “Bruto rústico e sistemático”, cantada ao lado de Jadson, foi trilha da novela “Paraíso”, da TV Globo.
Em 2011, no projeto “Lado A e Lado B”, a dupla voltou às raízes ao apresentar 21 músicas do sertanejo tradicional, sendo 15 delas inéditas. A continuação de seu com “Lado B”, com outras 18 músicas, todas escritas pelo cantor.
A parceria foi rompida em 2013, quando Carreiro se afastou dos palcos por problemas de saúde mental. Ele falou sobre o assunto ao revelar que enfrentava uma depressão e sintomas de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).
Ele retomou a carreira em 2018, com o projeto “Brutos de verdade – Jads & Jadson e João Carreiro – O encontro mais bruto da música sertaneja!”, de 2018, e se lançou como artista solo. No ano passado, ele participou do “Fazendia Sessions #3”, com Ana Castela, Hungria, LP, Us Agroboy, Felipe Amorim e DJ Chris no Beat.

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj