Notícias

Pop & Arte

‘Obrigada por ser o melhor exemplo de amor’, diz Gisele Bündchen sobre a morte da mãe, Vânia Nonnenmacher

Ela estava internada no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, para tratamento de um câncer e faleceu no domingo (28). Corpo foi velado na segunda-feira (29), na Capela Ecumênica do Crematório Metropolitano. Gisele Bündchen junto de sua mãe, Vânia Nonnenmacher, que faleceu em Porto Alegre
Gisele Bündchen/Arquivo pessoal
A modelo Gisele Bündchen se manifestou por meio de seu perfil nas redes sociais, na tarde desta terça-feira (30), a respeito da morte da mãe, Vânia Nonnenmacher Bündchen, que aconteceu no último domingo (28) em Porto Alegre.
📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp
“Mãezinha amada, dói saber que não poderei mais te abraçar, mas sei que você sempre estará nos cuidando. Você foi um anjo na terra, sempre ajudando todos ao seu redor. Sou muito grata por ser sua filha e por ter aprendido com você. Obrigada por ser o melhor exemplo de amor, força, compaixão, coragem e graça”, disse.
Gisele ainda declarou que vai “sempre guardar com carinho as lindas memórias que compartilhamos e viverei pelos valores que você me ensinou. Você viverá para sempre através das muitas vidas que tocou. Obrigada por me dar cinco melhores amigas para a vida. Seu amor sempre nos guiará. Te verei em meus sonhos. Te amo”.
Na segunda-feira (29), o corpo de Vânia foi velado na Capela Ecumênica do Crematório Metropolitano, em Porto Alegre. O Hospital Moinhos de Vento informou que Vânia estava internada havia dois dias. Ela faleceu em decorrência de um câncer.
Vânia Nonnenmacher e a filha, Gisele Bündchen
Redes Sociais
Quem era Vânia
Vânia Maria Nonnenmacher Bündchen era bancária aposentada e trabalhou no Banco do Brasil. Discreta nas redes sociais e avessa aos holofotes, Vânia tinha menos de 100 seguidores em um perfil restrito a pessoas próximas.
Casada com Valdir Bündchen, professor universitário, Vânia teve seis filhas: Gisele, Patrícia (gêmea da modelo), Rafaela, Raquel, Graziela e Gabriela. A família tinha base em Horizontina, no Noroeste do Rio Grande do Sul, onde nasceu Gisele.
Incentivo à carreira de Gisele
Em 1993, Vânia decidiu inscrever as filhas Gisele, Patrícia e Gabriela em uma escola de modelos. O objetivo da mãe era que as três melhorassem a postura para um baile de debutantes, que aconteceria no ano seguinte.
Em 1994, Gisele foi a segunda colocada em um concurso organizado pela agência de modelos Elite. No ano seguinte, Gisele decidiu viver em São Paulo.
“Desde o primeiro momento, eu apoiei ela. Eu não entendia nada disso. A gente apenas acreditou no potencial”, disse Vânia em uma entrevista concedida a uma emissora de TV, em 2002.
Em 1º de agosto de 1996, a RBS TV foi a Horizontina, terra de Gisele Bündchen, e conversou com os pais da modelo, que tinha 16 anos recém completos e já morava fora do município (ver vídeo abaixo). Gisele já morava fora do estado e conta que sonhava em ser jogadora de vôlei antes de iniciar a carreira. Valdir, por sua vez, disse nunca ter imaginado ter uma filha modelo.
“O que a gente quer é que o filho seja feliz. Se isso a deixa feliz, então a gente está muito feliz”, disse Vânia na ocasião.
Confira reportagem da RBS TV com a família de Gisele Bündchen em 1996
Admiração da filha
Gisele e a mãe em clique juntas
Arquivo Pessoal/Gisele Bündchen
Por diversas vezes, Gisele demonstrou afeto e admiração pela mãe em manifestações públicas. Em 2010, a supermodelo postou uma homenagem em alusão ao Dia Internacional das Mulheres.
“Ela é minha heroína. Ela é a razão pela qual eu acredito que uma mulher é o núcleo de uma família… Eu só posso esperar que eu seja para os meus filhos o que ela será e sempre foi por nós… Nossa rocha”, escreveu.
Gisele também costumava lembrar de Vânia em postagens referentes ao Dia das Mães. Em 2023, a modelo chamou a mãe carinhosamente de “mulher maravilha”.
“Envio a vocês todo meu amor e reverência, especialmente para minha mãe, minha mulher maravilha, uma guerreira que criou seis filhas com tanto amor e carinho”, postou.
Vânia e Gisele na capa da revista Vogue, em outubro de 2018
Divulgação/Vogue
Lembranças da terra natal
Em entrevista à atual edição da revista norte-americana Harper’s Bazaar, da qual é capa, Gisele recordou memórias gastronômicas proporcionadas pela mãe, quando era criança. De acordo com a modelo, ainda em Horizontina, Vânia costumava utilizar sobras de churrascos para cozinhar arroz de carreteiro, um prato típico do Rio Grande do Sul.
“Se nós fazíamos churrasco aos domingos, toda a sobra da carne iria para o arroz carreteiro às segundas-feiras, que é basicamente arroz e carne misturados a um pouco de cebola e tomate”, lembra Gisele, que complementou: “Você é de onde você vem. Todas as coisas que aprendi quando era criança são coisas que estão em mim. Isso não muda”.
Sobre a infância, a modelo escreveu em “Aprendizados: Minha caminhada para uma vida com mais significado”, livro de 2018, que também recorda de bergamotas colhidas no jardim da casa da família Bündchen em Horizontina, pães doces assados por sua avó e empanadas que fritava junto às cinco irmãs.
Em setembro de 2023, Gisele concedeu entrevista à edição da revista People. Ela comentou um período difícil pelo qual estaria passando, mencionando o fato de que os dois pais estariam doentes, embora não especificasse o problema médico.
“Tem sido muita coisa – em todos aspectos da minha vida. Eu sinto que quando chove, é um temporal. Com todas as idas e vindas que há em uma vida, tudo que podemos fazer é o melhor que podemos com tudo ao nosso redor”, pontuou.
Gisele Bündchen em registro com os pais
Arquivo Pessoal/Gisele Bündchen
Veja vídeos sobre Gisele Bündchen
Gisele Bündchen faz viagem a Conceição do Ibitipoca, na Zona da Mata mineira
Gisele Bündchen fala como aplica nos negócios os aprendizados da carreira de modelo
VÍDEOS: Tudo sobre o RS
*Com a colaboração do assistente de conteúdo Pedro Alt

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj