Notícias

Pop & Arte

Marisa Monte reforça o elo com Tim Maia ao participar em junho de tributo ao compositor em premiação no Rio

♪ ANÁLISE – Embora a presença de Marisa Monte em shows coletivos seja incomum, até mesmo rara, não chega a ser surpresa a inclusão da cantora entre os 28 artistas convidados para celebrar a vida e obra de Sebastião Rodrigues Maia (28 de setembro de 1942 – 15 de março de 1998) – o imortal Tim Maia – na 31ª edição do Prêmio da Música Brasileira.
Desde que irrompeu na cena nacional, em 1987, Marisa Monte já mostrou ligação com o cantor, compositor e músico carioca, um dos pilares do funk e do soul brasileiros.
Quando pisar no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro em 12 de junho para cantar a balada Você, amplificada por Tim Maia em gravação de 1971 mas a rigor lançada dois anos por Eduardo Araújo em disco de 1969, Marisa estará reforçando o elo com Tim.
Já no primeiro álbum, MM, registro ao vivo do primeiro show da cantora, Marisa cantava Chocolate, jingle composto e gravado por Tim em 1971 para a Associação Nacional dos Produtores do Cacau (ANPC). Lançado em single editado naquele ano de 1971, Chocolate virou hit radiofônico e perdeu a aura comercial de tema para propaganda.
No registro audiovisual do primeiro show de Marisa, perpetuado em VHS lançado em 1989 e em DVD editado em 2004, além de Chocolate, a cantora se uniu a Ed Motta para cantar These are the songs (Tim Maia, 1969), reeditando o dueto feito pelo tio de Ed com Elis Regina (1945 – 1982).
Em 1991, quando estreou o segundo show, Mais, Marisa incluiu no roteiro Não quero dinheiro (Só quero amar), música de Tim, lançada pelo autor em 1971 e até então esquecida.
Inserida no VHS lançado em 1992 com narrativa documental sobre o show Mais, a lembrança de Não quero dinheiro (Só quero amar) por Marisa fez tanto sucesso que a gravação original de Tim voltou às paradas e a música se tornou mais famosa em 1993 do que na época do lançamento em 1971.
Nove anos depois, quando lançou o álbum Memórias, crônicas e declarações de amor em 2000, Marisa reapresento no repertório O que me importa (Cury, 1972), balada melancólica revelada ao Brasil por Tim no terceiro álbum do cantor. O que me importa reapareceu no roteiro do recente show Portas (2022 / 2023).
Amiga de Tim Maia, Marisa Monte já é – pelo histórico de acertos da artista com o repertório do cantor – uma das atrações mais aguardadas do show-tributo da 31ª edição do Prêmio da Música Brasileira.

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj