Notícias

Pop & Arte

Desenvolvedores de ‘Minecraft’ brincam sobre Herobrine e contam história por trás da lenda urbana

Game completa 15 anos nesta sexta-feira (17). Contos assustadores inventados por jogadores são tradição: ‘É assim que mitos são criados’, diz diretor criativo. Desenvolvedores de ‘Minecraft’ falam sobre Herobrine e outras lendas urbanas do jogo
As incontáveis (e assustadoras) lendas urbanas criadas por jogadores de “Minecraft” ao longo dos últimos 15 anos fazem parte da criatividade tão incentivada pelo jogo – pelo menos de acordo com os desenvolvedores do game. Assista ao vídeo acima.
São histórias, muitas vezes conhecidas como “creepypastas”, com toques sobrenaturais que flutuam sobre a barreira entre os mundos digital e real. A mais conhecida delas, qualquer fã já está cansado de saber, é chamada simplesmente de Herobrine.
A maior parte delas é claramente ficção. Outras, chegam a ser incorporadas pelo Mojang, estúdio sueco que desenvolve o game – e que evita confirmar ou negar sua veracidade com todas as letras.
“É um mistério e um conto de terror da comunidade sobre esse personagem, Herobrine, que aparece no seu mundo e constrói armadilhas ou coisas misteriosas”, diz o diretor de criação da empresa, Jens Bergensten, em entrevista ao g1.
Conhecido pelos fãs como Jeb, ele desenvolve “Minecraft” desde 2010, quando a equipe era formada por ele e pelo criador do game, Markus “Notch” Persson.
“Nós não confirmamos exatamente se é verdadeiro ou falso”, afirma, com um sorriso malandro no rosto.
O g1 publica esta semana uma série de reportagens sobre “Minecraft”, que completa 15 anos de existência nesta sexta-feira (17) como o game mais vendido do mundo, o primeiro e único a ultrapassar a barreira das 300 milhões de unidades vendidas.
Herobrine tem aparência padrão de personagem controlado pelo jogador em ‘Minecraft’, mas com olhos brancos
Divulgação
Quem, ou o que, é Herobrine?
Reza a lenda que esta lenda é quase tão velha quanto o próprio game. É difícil definir o que é realidade ou mito, mas todas as variações da história apresentam a mesma base.
De acordo com elas, o ano era 2010, antes ainda do lançamento oficial de “Minecraft”. Em um fórum de internet, um usuário anônimo compartilhava seu relato. Nele, dizia que tinha encontrado um ser misterioso em um mundo offline recém-criado.
Com aparência igual à do padrão de um personagem controlado pelo jogador, mas com olhos brancos em um rosto vazio, ele manteve a distância e desapareceu em pouco tempo.
Depois disso, coisas estranhas incomuns para os mundos gerados automaticamente pelo game passaram a aparecer, como pequenos buracos nas pedras ou pirâmides de areia no ar.
Curioso, o usuário dizia ter procurado ajuda em outros fóruns, mas seus tópicos eram misteriosamente apagados logo em seguida – ironicamente, o relato original não sofreu o mesmo destino, mas enfim.
Após certa insistência, ele teria recebido uma mensagem direta de um desconhecido que apenas o mandava parar. O nome de usuário? Herobrine.
‘Minecraft’ se tornou sucesso ao colocar jogadores em mundos com formas simples (a imagem não mostra o Herobrine. Ou será que mostra?)
Divulgação
Uma investigação de um mês revelou que este era o apelido adotado por um jogador sueco. Por acaso, irmão de “Notch”. Em um e-mail, de acordo com a história, o próprio teria confirmado que seu irmão já tinha morrido.
Interessante, né? O problema é que Persson já tuitou, ainda em 2011, que nunca perdeu um irmão. Seria o suficiente para resolver a questão, mas, 14 anos depois, milhares de vídeos sobre Herobrine ainda são produzidos todos os dias.
Fato ou fake
“Foi uma criação da comunidade. Foi uma história que ganhou vida própria e que foi sendo contada no YouTube, no Reddit e nessas coisas”, afirma Bergensten depois de uma certa insistência.
“As pessoas estavam recontando a história e meio que fazendo pegadinhas de YouTube, nas quais parecia que tinha acontecido de verdade, mas era editado. E as pessoas acreditavam. ‘Você viu isso?’ E é assim que um mito ganha vida.”
Warden é uma criatura inspirada por criações de jogadores de ‘Minecraft’
Divulgação
Para o Mojang, histórias do tipo fazem parte do sucesso de um game tão focado na criatividade de seus usuários. Afinal, conquistou milhões de fãs ao dar a eles ferramentas para criar aventuras próprias em mundos formados por cubos e criaturas com formatos parecidos.
Tanto que mais do que fazer mistério sobre Herobrine, a cada atualização do game, a empresa avisa, entre outros esclarecimentos sobre novidades, que “Herobrine foi removido”.
Esta obviamente não é a única lenda do tipo. Jogadores mais antigos já estão mais do que acostumados a outras creepypastas, como o “Giant Alex”, o “Entity 303” ou o “Green Steve” (este último, desconhecido pelo desenvolvedor).
Alguns, no entanto, deixam marcas tão profundas que ganham ecos dentro do jogo em si. Orgulhosa de sua relação próxima à comunidade dos fãs, a diretora do game, Agnes Larsson, conta que muitos pedidos ganham versões oficiais – ou inspiram criações da equipe.
“Uma dessas – que começou a focar mais nesses mitos, que são criados – eu diria que é o Warden, uma criatura muito assustadora”, diz ela.
“A inspiração foi muito esse tipo de coisa esquisita que é quase real. Esse foi, eu diria, parcialmente inspirado pelo ‘Thing’, do folclore criado pela comunidade. O que é muito legal.”

botão de play

No Ar

THE MUSIC OF TIME
Produção Diego Ferrari