Notícias

Pop & Arte

BNegão ecoa ‘Canto da sereia’ ao reabrir os trabalhos do primeiro álbum solo, ‘Metamorfoses, riddims e afins’

♪ Música de autoria do compositor carioca Osvaldo Nunes (1930 – 1991), apresentada em 1966 pelo cantor mineiro Nilton César no álbum A volta do professor em registro pomposo e regravada pelo autor em 1969, Canto da sereia ecoa na voz de BNegão em single programado para a próxima sexta-feira, 16 de fevereiro.
Canto da sereia integra o repertório do primeiro álbum solo do artista carioca, Metamorfoses, riddims e afins, anunciado em 2021 com as edições dos singles Salve 2 (Ribuliço riddim), Sorriso aberto (Curimba riddim) e Cérebros atômicos.
Previsto de início para ter sido lançado no segundo semestre daquele ano de 2021, o álbum Metamorfoses, riddims e afins acabou acabou sendo adiado e sai efetivamente neste ano de 2024.
O rapper reabre os trabalhos promocionais do disco justamente com a edição de Canto da sereia, single gravado com produção musical orquestrada pelo próprio BNegão com Gilberto T.
Alardeada como “ponto de mutação” na discografia de BNegão, a abordagem de Canto da sereia foi feita com a intenção de misturar a estética afrofuturista com os lamentos ancestrais dos antigos corais africanos.
Capa do single ‘Canto da sereia’, de BNegão
Divulgação

botão de play

No Ar

SHOW DA TARDE
Produção Eduardo Dj